"Get information and do business"
:Follow us
Follow us on Facebook Follow us on Twitter Follow us on Linkedin Follow us on Google+

Brasil: Brasil: Cidades sustentáveis serão uma das principais discussões na Rio+20

Published at: 28/09/2011
source: http://www.ecodesenvolvimento.org.br
Channels:
Countries:

Tags:
published by

O presidente da Câmara de Desenvolvimento Sustentável da prefeitura do Rio de Janeiro, o economista Sergio Besserman, quer estimular a mobilização e participação da cidade, principalmente no que diz respeito aos jovens, na Conferência das Nações Unidas sobre Sustentabilidade (Rio+20), que será realizada entre maio e junho de 2012, na capital fluminense. Para ele, é importante que o Rio “não só acolha, como cidade anfitriã, mas participe com toda a sua vida política, cultural e social da discussão do tema desenvolvimento sustentável”.

O presidente da Câmara de Desenvolvimento Sustentável da prefeitura do Rio de Janeiro, o economista Sergio Besserman, quer estimular a mobilização e participação da cidade, principalmente no que diz respeito aos jovens, na Conferência das Nações Unidas sobre Sustentabilidade (Rio+20), que será realizada entre maio e junho de 2012, na capital fluminense. Para ele, é importante que o Rio “não só acolha, como cidade anfitriã, mas participe com toda a sua vida política, cultural e social da discussão do tema desenvolvimento sustentável”.

Também presidente do grupo de trabalho do município para a Rio+20, Besserman participou do quarto Congresso Internacional sobre Desenvolvimento Sustentável (Sustentável 2011), realizado até esta quinta-feira, 29 de setembro, na capital carioca. O evento é promovido pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável.

Segundo Besserman, o cronograma da prefeitura para a Rio+20 está de acordo com o que foi estabelecido inicialmente. O Itamaraty e o órgão municipal trabalham na organização do evento há mais de um ano e meio. Um dos comitês criados pelo governo federal para preparar a conferência da ONU trata do próprio encontro, enquanto o outro se concentra na participação da cidade em termos de conteúdo.

O Rio de Janeiro participará das discussões de conteúdo da Rio+20 por meio do debate sobre o tema das cidades. “Certamente, o projeto Cidades Sustentáveis, do Instituto Ethos, será um dos atores relevantes na discussão de como as cidades podem participar desse processo de grandes transformações em direção à sustentabilidade”, destacou Besserman.

O presidente do Instituto Ethos, Jorge Abrahão, confirmou à Agência Brasil que não há ainda no país cidades que possam ser definidas como sustentáveis. Segundo ele, São Paulo e o Rio de Janeiro estão entre as cidades brasileiras que se mostram mais interessadas em ter processos que avancem rumo à sustentabilidade. O programa Cidades Sustentáveis foi lançado em São Paulo, em agosto deste ano, e chegará à capital fluminense até o final de 2011.

Compromisso político

O projeto define o que são cidades desejáveis sob diversos temas considerados fundamentais, como mobilidade, educação, saúde, meio ambiente, bem-estar da população, biodiversidade e poluição. Além disso, estabelece indicadores. “São 12 grandes temas que são abordados, com mais de 200 indicadores”, ressaltou Abrahão. “Uma cidade pode ter um programa que esteja ligado à melhoria desses vários temas”, completou.

A ideia é buscar dos candidatos às eleições um compromisso com o programa, de modo que, 90 dias após ser eleito, ele apresente um plano baseado nos indicadores estabelecidos. “Com isso, ele vai indicar para a sociedade qual será o avanço da cidade no tempo. E a sociedade vai poder controlar [o andamento desse plano]”, explicou o presidente do Instituto Ethos.

Na Europa, os países elegem cidades sustentáveis anualmente. A atual cidade sustentável europeia é Hamburgo, na Alemanha. Para 2012, a cidade escolhida é Vitória, na Espanha e, para 2013, Nantes, na França. “Eles pegam as práticas dessas cidades em diferentes temas. Por exemplo, quanto a cidade reduziu o volume de transporte por automóveis e passou para transporte coletivo e para bicicleta. E tem indicadores que mostram isso. Eles têm controle disso e vão avaliando as cidades, em função dessas questões”, pontuou Abrahão.

O presidente do Instituto Ethos salientou que, no Brasil, uma grande oportunidade que deve ser aproveitada no sentido da sustentabilidade é a questão dos investimentos na Copa do Mundo e nas Olimpíadas, “porque mobilizam a sociedade e podem gerar metas”, argumentou. “Acho que nós temos uma oportunidade boa de avançar mais rapidamente na agenda. E o Rio de Janeiro e São Paulo são duas cidades que podem avançar”, concluiu Abrahão.

Get market info about
Do business in
You want to read more about other markets?

Please choose the country you are interested in:




Products

close x

This site in other countries